Blog INSPIRAÇÃO OPINIÃO

Zona de Conforto? Isso são desculpas… não existe semelhante!

É bom sairmos da nossa Zona de Conforto, ouvirão por certo umas quantas de vezes. É verdade que variar faz parte da evolução, mas o que é, na realidade, a Zona de Conforto?

Quando nascemos não sabemos nem conhecemos nada. Vamos aprendendo a andar, a comer, a falar. Aprendemos, se formos suficientemente curiosos, até morrer! Quando entramos no Mercado de Trabalho começamos a ouvir o termo Zona de Conforto. Contudo, estamos certos de que isso não é mais do que uma … desculpa!

Os meus filhos estão no primeiro ano de escolaridade. Até então, no Jardim de Infância (e até lá), desenvolviam algumas atividades às quais se começaram a acostumar. Nova escola, novas regras, novos desenvolvimentos. Começaram já a ter os primeiros testes e exames de avaliação. “Tem de ser, faz parte do processo” dizemos nós para que percebam que não é sempre a brincar.

Já aqui podemos começar a usar o termo Zona de Conforto. Contudo, considero que não é mais do que um conjunto de ações às quais nos vamos habituando a fazer como lavar os dentes ou comer de faca e garfo. Porque razão é que quando vamos a um restaurante chinês e nos propõem comer de “pauzinhos”, não encaramos essa ação como uma evolução, uma saída da referida Zona? Porque não está relacionado com atividade profissional?

Paremos de criar preconceitos e “bichos” de sete cabeças. É normal que todos tenhamos receio em fazer o que não conhecemos. Mudamos de escola, mudamos de profissão e tornamo-nos autómatos. Invejamos os que crescem e se tornam em pessoas com mais sucesso.

A minha Zona de Conforto

Como é sabido, fui “forçado” a ir fotografar um casamento. Um evento de tamanha importância onde é impensável falhar. Sair da Zona de Conforto era obrigatório para crescer e depois de tanta insistência, desisti de sentir medo. Se queriam tanto que aceitasse, talvez confiassem em mim para o trabalho. Aceitei e fui.

Foi fácil. Não se faz um casamento com uma perna às costas, mas se sabemos fotografar e se fizermos o trabalho de casa, tudo é possível. Estou certo que o próximo vai ser melhor que este, e o a seguir ainda melhor. Mas isso acontece com os concertos que fotografo e isso já vai para cima de uma década.

A Zona de Conforto como é conhecida não passa da acomodação às tarefas que nos são de fácil execução. Em ambiente profissional ou não, há que saber enfrentá-las e não desanimar. Vamos errar muitas vezes, mas isso também o fazemos quando tentamos pintar a casa pela primeira vez. Ou quando fazemos a primeira refeição, ou quando saímos à noite quando o nunca tínhamos feito antes. Alguém diz que ser pai é sair da Zona de Conforto? Todos dizem que é “dar o passo seguinte” numa relação…

A Zona de Conforto é um termo acertado para descrever o sentimento de apreensão pelo desconhecido. Ainda assim, não há razão para criarmos tamanha relutância. Cresçam, ou saiam da vossa Zona de Conforto. Afinal de contas somos nós, individualmente, que a criamos!

 

Ler também

Artigos que podem interessar

1 Comentário

Deixe um Comentário

Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia