Blog INSPIRAÇÃO

Variar para reinar! Vamos vender sites!?

Ser fotógrafo obriga-nos a ser criativos. O nosso trabalho tem de ser diferente para almejarmos um lugar ao sol neste mercado superlotado. (Quase) Todos nós temos sites… Vamos aproveitar o nosso conhecimento para vender também esse serviço!

O fotógrafo não para! O fotógrafo anda sempre à procura de inspiração e de outras formas de trabalhar. Deixamos de lado as preocupações técnicas com o material e com a edição fotográfica e passamos a ver sites que nos apresentem novas ideias.

As Redes Socias são ótimas e permitem-nos aprender com os outros. A mania que surge no Instagram e, mais recentemente, no Tik Tok mostra-nos o que está por detrás de cada fotografia; como são feitas! As fonte de inspiração deixam de ser apenas a nossa concorrência, mas passam a ser outros fotógrafos, de outras áreas de atividade que não necessariamente a nossa.

Ainda assim não somos os único a ver os “mesmos” vídeos e a nossa inspiração é também a inspiração dos nossos concorrentes, pelo que devemos apostar nos acessórios.

Os fotógrafos vendem um serviço, vendem fotografia, vendem álbuns, mini álbuns de recordação… vendem tudo o que for preciso vender e que esteja relacionado com a fotografia. Ora, os sites são constituídos por 2 elementos: texto e fotografia!

Os sites dos noivos

Na Era Digital, quanto mais facilitado estiver o nosso trabalho, melhor! Há a agenda da Noiva, há as listas de casamento. Há os convites, as comunicações. Há a própria história dos noivos: quem são, como eram e como se conheceram… O Casamento é todo um conto de fadas que pode agora ver a sua história imortalizada à distância de um clique.

Há convidados que vêm de longe. Há fotografias e experiências que se trocam e que podem servir de mote para um apontamento durante a cerimónia. Há uma enormidade de vantagens em se criarem sites para os noivos!

Antes da cerimónia

Um site deve ser informativo. Tudo o que esteja diretamente relacionado com o evento deve estar disponível: o local, a hora, a data, onde vão ter os convidados (a casa dos noivos ou diretamente ao local da cerimónia), etc.

Em último caso, com o link do “vosso” site, qualquer convidado pode ficar a par das novidades e tirar qualquer dúvida. Não sabe que prenda oferecer? Consulte a lista de casamento. Será que o casamento tem um tema? Consulte o site. Em que mesa vou ficar?

… Está tudo no site!

Depois da cerimónia

Tudo passou e correu às mil maravilhas, mas e agora? Os noivos podem continuar a alimentar a história de sonho com as fotografias da Lua de Mel, com mensagem de agradecimento, com fotografias captadas por telemóvel, com aqueles momentos mais engraçados e que não farão parte do álbum.

Por fim, depois do nosso trabalho estar concluído, podemos usar uma das ferramentas mais poderosas dos sites: o comércio eletrónico.

Não obstante de fazermos o álbum e de o entregarmos aos noivos, podemos disponibilizar – mediante uma palavra passe – as fotografias para que os convidados comprem as que quiserem (se quiserem).

Entretanto, temos mais uma oferta para completar o nosso portefólio.

(se precisarem de alguém que desenvolva os sites, consultem NM – Arte Digital)

Ler também

Artigos que podem interessar

Sem Comentários

    Deixe um Comentário

    Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia