Sem categoria

Um “estúdio” a preço de saldos? Uma sessão barata…

Tempo de Leitura: 2 minutos

Com o mau tempo ou com a inexistência de locais apropriados para muitas sessões fotográficas, o recurso a um estúdio pode tornar-se obrigatório. Mas, e se não temos capacidade para ter um?

Ter um estúdio é um passo muito importante. Ter um local sem o rentabilizar pode tornar-se incomportável e, muitas vezes, a ruína do negócio.

Por outro lado, há sessões que queremos fazer que obrigam à existência de um set preparado para o efeito. Sessões de boudoir ou até mesmo de food photography podem implicar o aluguer de um local que tenha as condições ideais. Mas então quais são as melhores condições?

Um set fotográfico

Para uma sessão fotográfica indoor não basta ter o local. É preciso que a decoração e os acessórios possam estar de acordo com a ocasião. Tudo a somar, no final é normal que reste pouco lucro.

E se, em vez, de procurarmos um estúdio, não adaptamos o que o mercado no oferece?

O Alojamento Local

Um dos negócios muito em voga nos dias que correm, até por Portugal estar virado (em demasia) para o turismo, é a vasta oferta em Alojamentos Locais.

Sendo durante a semana, possivelmente em época baixa, talvez consigamos obter preços bastante convidativos. Um AL é uma casa. Está recheada e muitos deles com decorações dignas de revista.

A procura do local ideal é facilitada com recurso às plataformas existentes e das quais se destacam (pelo sucesso) o Booking ou o AirBnB. De acordo com o tipo de sessão e a disponibilidade dos intervenientes, tentem alugar um espaço, por um dia.

O processo de Aluguer

Alugar um AL é simples e não carece de informação muito técnica e específica. Através do acesso às diversas plataformas, é possível perceber quase de imediato quais os passos a seguir.

Contudo, é importante que comuniquem ao proprietário a finalidade do aluguer. Não que vão fazer algo de ilegal, mas considerando que a finalidade do AL não é servir de “estúdio” fotográfico, mas sim facilitar o alojamento, talvez hajam uns quantos proprietários que não estejam de acordo com a ideia original.

Por outro lado, muitos serão os que não se importarão. Provavelmente ainda poderão aproveitar o fruto da sessão para proveito próprio, tudo depende da forma como negociarem.

Lojas de decoração

Outra opção, mais “arriscada” e menos conservadora é o recurso a lojas de decoração. Grandes superfícies como o IKEA já foram usadas, à margem do conhecimento e da autorização dos gestores, para a realização de … filmes.

O importante é agir, neste caso, com máxima naturalidade e estar preparado para alguma abordagem mais “agressiva” por parte da segurança. Não deixa, contudo, de ser uma opção (que pessoalmente não tinha coragem de usar…).

 

No final, o mais provável é serem invejados pela qualidade do “vosso” estúdio e pela diversidade e qualidade dos adereços. Nem sempre apresentarão o mesmo cenário, nem sempre terão as mesmas vistas. Na food photography, até as cozinhas terão um aspeto diferente. Uma vasta gama de opções com que o mercado nos presenteia e muitas das vezes nem nos lembramos de aproveitar.

 

Ler também

Artigos que podem interessar

Sem Comentários

    Deixe um Comentário

    Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia