IMPRENSA

Sony RX10 III, a câmara amiga dos … animais selvagens

Tempo de Leitura: 3 minutos

Aproxime-se à distância das espécies mais ameaçadas do planeta.  Com o amplo alcance do zoom até 600 mm, sensor de imagem tipo 1.0 eficiente, lente grande angular de 24-600 mm e lente de zoom de 25x, os objetos destacam-se agora de forma deslumbrante, mesmo quando captados a distâncias extremas ou de muito perto.

Captura de ecrã 2017-05-05, às 12.54.45

Um raro vislumbre das espécies mais ameaçadas; a incrível série de fotografias da vida animal da Sony revela-nos tudo

  • O obturador silencioso e as capacidades de super zoom da Sony RX10 III permitiram aos fotógrafos de vida selvagem de toda a Europa capturar imagens incríveis dos animais mais ameaçados sem perturbá-los.
  • Desde o lince-ibérico avistado no sul da Península Ibérica até ao papagaio-do-mar no País de Gales; estas maravilhosas criaturas estão incluídas na “Lista Vermelha” da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza) das 101 espécies ameaçadas do planeta
  • Pássaros como o papagaio-do-mar do Atlântico foram declarados “vulneráveis” em 2015 e está a diminuir a uma taxa significativa. A Little Bustard, um pássaro pequeno que parece que tem um “smoking” vestido, é estimado diminuir em 30-49% nos últimos trinta anos em toda a sua população europeia
  • A Sony e a Associação Europeia para a Conservação (EOCA) trabalharam em conjunto para criar uma deslumbrante série de fotografias, que mostram alguns dos animais que talvez nunca terá a oportunidade de ver de perto e no seu habitat natural.

Sabia que o Wolverine não é apenas um personagem no grande ecrã, mas também uma espécie raramente avistada (Glutão, em português) que reside na Suécia, e que o maior herbívoro da Europa, o bisonte-europeu, foi recuperado depois de estar à beira da extinção nas últimas duas décadas?

Esta primavera, alguns fotógrafos de vida selvagem de toda a Europa – um fotógrafo do Reino Unido e finalista nos prémios Fotógrafo do Ano de Vida Selvagem de 2014 e 2016, Sam Hobson, um fotógrafo finlandês de vida selvagem premiado, Lassi Rautiainen, o fotógrafo espanhol de natureza Javier Alonso Huerta, um artista fotográfico russo-germânico criativo, Pavel Kaplun, e o fotógrafo suíço de vida selvagem Markus P. Stähli – captaram imagens deslumbrantes destes animais no seu ambiente natural, conseguidas graças à incrível distância focal da Sony RX10 III.

Esta “‘rara” coleção de fotografias mostra cinco das 101 espécies animais mais ameaçadas do planeta; como parte do compromisso contínuo da Sony de apoiar a proteção da vida selvagem. Para este projeto, a Sony estabeleceu uma parceria com a Associação Europeia para a Conservação, que financia projetos de conservação em todo o mundo.

Sam Hobson, Fotógrafo de Vida Selvagem do Ano, também capturou imagens do Wolverine, não apenas um personagem do grande ecrã, mas uma espécie raramente vislumbrada com apenas 2.260 pensada para habitar a Europa. Embora categorizada como “Menor Preocupação” na Lista Vermelha da IUCN, a espécie tem visto um declínio significativo na Europa, na última década.

Yann Salmon Legagneur, Head of Product Marketing, Digital Imaging na Sony Europe, comentou: “Estamos muito satisfeitos por apresentar esta coleção de imagens incríveis de animais raros, que podem se encontrados mesmo aqui na Europa. A Sony RX10 III, com a sua lente de zoom superteleobjetiva alargada de 600 mm e obturação silenciosa, assegura que estes animais fantásticos não são perturbados durante a captação das fotografias.”

Catherine Savidge, General Manager, Associação Europeia para a Conservação, afirmou: “Ao captarmos estas imagens, podemos partilhar as fotografias destes magníficos animais no seu habitat natural com as pessoas que nunca poderão vir a vê-los. Em dez anos, a EOCA angariou mais de 2 milhões de euros provenientes da indústria de atividades ao ar livre e gastou 100% deste montante em projetos de conservação de espécies e habitats ameaçados em 41 países diferentes. Trabalhar com a Sony permite-nos chamar a atenção do público para este trabalho de conservação essencial.”

“Uma das melhores coisas sobre a Sony RX10 III é o seu peso. Normalmente, quando carrego a minha lente de 60mm, torna-se muito pesado andar mais do que algumas centenas de metros – permitiu-me ser mais flexível. Também não é preciso nenhuma outra lente, o que é ótimo!” Lassi Rautiainen, fotógrafo da natureza da Finlândia, fotografou o wolverine na Finlândia.

“A Sony RX10 III é uma ferramenta incrível para fotógrafos de vida selvagem. É uma óptima câmara com um sensor de tirar o fôlego, uma gama de zoom muito flexível e uma óptima lente. As imagens são de uma qualidade muito profissional – semelhante aos resultados esperados de um equipamento muito caro.” Markus Stähli, fotógrafo da natureza da Suíça, fotografou o bisão na França.

A Sony RX10 III é o equipamento perfeito para fotógrafos de vida selvagem amadores ou profissionais.

Artigos que podem interessar

    Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia