GUIAS RÁPIDOS

Microstock e o empurrão inicial (para teres rendimento)

Vamos começar a ganhar dinheiro com a fotografia? E se usássemos os sites de microstock para vendermos alguns dos nossos melhores registos??

 

por ANA ISABEL SAMPAIO

Ser fotógrafo não é fácil, quer dizer é. Mas ganhar dinheiro a ser fotógrafo é que às vezes é mais complicado. Embora o tema “como fazer dinheiro com a fotografia” não seja novo, está sempre atual. Como já falamos aqui, a venda de fotografias online em sites de microstock é sempre a primeira coisa que nos vem à lembrança.

Arranjar fotos na internet é extremamente fácil, mas depois surgem inúmeras questões sobre direitos de autor, roubo de propriedade intelectual, etc etc etc. Isto pode ser um problema sério se as fotos que “fomos buscar à net” são para uso profissional. A solução? Usar bancos de imagens. Aqui, os fotógrafos fazem upload das suas fotos e, quando alguém as usa, pagam.

Assim, se és fotógrafo aqui ficam alguns sites onde podes vender as tuas fotografias. Aqui ficam alguns dos mais usados no mundo e a forma de aprovação de fotos.

Fotolia

Muito utilizado na Europa, o site possui uma grande base de clientes o que se traduz numa boa procura. A comissão varia entre 20% e 63% do valor da fotografia. Contribuidores que fazem upload de material em diversos sites de microstock costumam também eleger o Fotolia como um dos top 5 no que diz respeito a gerar receitas. O processo de upload de fotos é meio complicado, mas não existe processo de pré-seleção, basta criar um perfil e enviar as fotos, as que forem aprovadas (e eles rejeitam bastantes) vão para o site e aparecem à venda depois de 48 horas.

Shutterstock

Shutterstock hoje é uma das empresas de microstock e das que mais cresce no mundo. Para cada venda o fotógrafo recebe algo entre 0,25 e 0,38 centavos (de dólar), o que parece pouco comparado com outros sites do ramo, mas o site compensa pela quantidade de fotos vendidas, é comum novos colaboradores venderem já no primeiro dia. O processo de aprovação é um dos mais difíceis do mercado: é necessário selecionar dez fotos e sete têm de ser aprovadas. Sendo aprovado neste banco, ficas automaticamente aprovado para os outros de microstock.

Istock e Getty Images

O Istock junto com a Getty Images e o ThinkStock são um dos maiores sites de venda de fotografias no mundo, a junção dessas empresas garante uma biblioteca imensa de arquivos, o que garante uma procura interessante, mas muita competição. A comissão é de 15% sobre o valor de venda (que varia conforme o tamanho e tipo de arquivo), e existe também o contrato de exclusividade. O processo de aprovação requer o envio de três fotografias e não é tão complicado como o Shutterstock, contudo o Istock é extremamente lento na aprovação do material enviado, podendo demorar meses.

Dreamstime

O Dreamstime é ideal para quem está a começar, uma vez que o processo de aprovação é um dos mais simples deste mercado. Os contribuidores recebem entre 30% e 60% de comissão sobre o valor da fotografias. Mas é comum vender fotos a 0.25 centavos (de dólar), portanto, baixas comissões. Diferente dos sites acima, ele não investe em muitas novidades, e isso garante uma base antiga e leal de clientes, resultando em vendas para os contribuidores. Em termos de tamanho de biblioteca é uma das top 5 no mundo. Não possui processo de aprovação, basta fazer um perfil, fazer upload das fotos e, se forem aprovadas, já está.

Alamy

Tem uma das maiores comissões fixas do ramo, com 60% sobre o valor da venda, My Alamy aparece com impressionantes 42 milhões de fotografias na sua biblioteca. Diferente de alguns sites de microstock esta empresa de Chicago não oferece sistema de exclusividade. O processo de aprovação é composto por 4 fotos, uma vez aprovadas, pode então enviar-se quantas quiser. Não espere vender muito em termos de quantidade, contudo com 60% de comissão, qualquer venda pode gerar uma receita interessante.

As ideias não são muitas, o conhecimento e o tempo para investigar também não. Assim, apresento-vos resumidamente um estudo, ainda que superficial, dos principais sites que podem usar para vender fotografias.

Artigos que podem interessar

    Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia