OPINIÃO REVIEWS

LYTRO: a revolução fotográfica

LYTRO é o nome a memorizar! Uma revolução na área da fotografia que promete acabar com o flagelo da focagem automática.

Com uma introdução destas, parece que os nosso problemas ficam resolvidos. Em vídeos promocionais que tenho visto, esta câmara permite focar a fotografia após ter sido tirada, mas na realidade parece que não é assim tão simples.

 

 

LYTRO é uma marca americana que desde 2006 pretende revolucionar o mercado da fotografia. O facto de podermos focar dois pontos distintos da fotografia é algo que era, até então, impensável. Num mesmo registo, termos a possibilidade de escolher 2 punctuns (elementos de interesse visual numa fotografia), foi algo que a LYTRO introduziu com a sua primeira câmara: a CUBE.

 

lytro-cube

Lytro Cube

 

A LYTRO CUBE não teve o sucesso desejado; pelo menos não entrou no circuito tradicional da fotografia. Quanto a mim, a falta de divulgação e empenho por parte da própria marca impediu que esta pudesse ser uma câmara popular, rivalizando com as normais point and shoot. Uma câmara de utilização regular, diária, tinha um formato pouco convencionar. De forma paralelipípeda, a máquina não era de utilização intuitiva. Obviamente esta caraterística estava também relacionada com as caraterísticas inovadoras, mas ainda assim com todas as capacidades de sobreviver neste mercado dominado pelas Canon, Nikon, Leica e Fuji. Seria mais uma opção que, dando asas à criatividade, nos possibilitaria criar novas formas de apresentar resultados.

Internamente, a CUBE é constituída por várias câmaras que lhe permite captar várias profundidades de campo em simultâneo. É este o grande segredo desta que foi a primeira máquina a trazer dinamismo e interatividade para uma área onde a bidimensionalidade é o elemento fundamental.

 

 

Não obstante do fraco sucesso que teve, a LYTRO lançou para o mercado uma nova máquina, mais profissional. A ILLIUM vem na sequência dos contínuos estudos em busca de uma melhor performance e qualidade de execução, já que a sensação de profundidade de campo obtida através da CUBE não era o desejado.

 

lytro-illum

Lytro Illum

 

Com menos lentes e com uma base mais sustentada em software, a ILLUM baseia-se num sistema operativo Android e adota o mesmo processador que os Samsung Galaxy S5, o HTC One M8 e o LG G2.

Pela descrição oficial e pelos imensos vídeos que tenho visto no youtube, a experiência é fantástica e pela qual estou ansioso. Tendo já contactado os representantes da LYTRO, aguardo por um exemplar disponível a qualquer momento.

Soubemos agora que acaba de sair uma atualização gratuita para o software de edição de imagem que lhe permite tirar mais partido das potencialidades da ILLIUM e melhorar as diversas profundidades de campo que podemos ter com uma única imagem.

Este software, agora na versão 5.0, possibilita o ajuste de todos os aspetos da imagem gravada – incluindo o ponto de focagem, a perspetiva, a inclinação e a profundidade de campo – sendo ainda possível visualizar as fotos em três dimensões ou criar animações 3D compatíveis com óculos de realidade virtual, como os Oculus Rift, Samsung VR, Google Cardboard, entre outros.

Ficamos para já com a informação de que a LYTRO ILLUM pode ser encontrada no mercado português com um preço inferior a 1.000€.

Artigos que podem interessar

Sem Comentários

    Deixe um Comentário

    Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia