OPINIÃO

As Crianças e a fotografia…

Tempo de Leitura: 3 minutos

Para quem não sabes, sou pai! Sou pai de 3 maravilhosas crianças, trigémeos (dois meninos e uma menina) que têm sido os meus modelos fotográficos nos últimos 3 anos! Acontece que, com o crescimento, começam a trazer “para casa” a vontade de olhar, tal como eu, através de uma câmara fotográfica.

Dizem que os filhos são o reflexo dos pais e, neste caso, não há nada que fuja à regra! … quer dizer; a minha filha continua a preferir ser modelo, mas já os outros gostam de tirar fotografias. Como são 3, por vezes as coisas ficam mais complicadas e temos a tendência de passar-lhes para as mãos os nossos telemóveis ou tablets. Os meus não são diferentes e dominam a tecnologia como ninguém! Entre jogos e youtube, lá passam pela câmara fotográfica. Em cada 30 fotografias, confesso que há meia dúzia que me surpreende. Talvez esteja na altura de os começar a ensinar a tirar fotografias de uma forma mais séria.

criancas-tablet

Crianças e dispositivos móveis uma (cada vez mais) realidade, bem diferente da nossa

Câmara fotográfica

Como é de fácil compreensão, a escolha da câmara fotográfica é uma preocupação que devemos ter na altura de iniciarmos os mais novos (crianças) na fotografia. Não vamos colocar-lhes nas mãos uma DSLR, mas também não me parece que uma câmara antiga (ou descartável sejam as melhores opções. As crianças são ávidas de conhecimento e por isso devemos facilitar-lhes algumas funcionalidades de fácil utilização. Como não têm ainda a noção do que é fotografar, a escolha de uma câmara com ecrã é uma das opções. O zoom é bem-vindo, seja ele físico ou digital.

Pegar na câmara

Não basta ter, o importante é saber trabalhar com ela. Seja uma câmara “normal”, um smartphone ou tablet, é importante passarmos às crianças a informação acerca da melhor forma para pegar no equipamento. Se a utilização de uma câmara acaba por ser intuitiva, até pelo processo de replicação do que eles vêem, nos smartphones e tablet é importante explicarmos o posicionamento das mãos para que não coloquem os dedos em frente à lente. Depois de lhes explicarmos, certamente não se voltarão a esquecer…

kid-camera

As crianças têm mais jeito do que pensamos…

Enquadramento

Há coisas que, obviamente, não vamos ensinar como os ISO, aberturas e velocidades, mas há outras que são fundamentais! O enquadramento, na versão para as crianças, é o mais simples possível. Ensinemos às crianças a colocar o objeto no centro do ecran e dificilmente elas o cortarão. Para já, elas não percebem a lei dos terços e depois, caso realmente queiramos aproveitar o trabalho, podemos arranjar a fotografia em pós-produção (computador).

Experimentação

Crianças ou não, a fotografia aprende-se experimentando. Insistindo e corrigindo… Dependendo das idades que estivermos a falar, talvez o melhor seja mesmo um smartphone… um antigo e/ou com um bumper e película de vidro temperado para proteger das quedas. façam uma mini sessão de esclarecimento, ensinem-no(s) a abrir a aplicação da câmara fotográfica (caso tenham optado pelo smartphone) e … larguem-no(s)! Deixem-nos explorar, tirar fotografias a tudo o que quiserem. Determinem um período de tempo e, seja uma hora ou um dia, não interfiram! No final, sentem-se e, em conjunto, escolham as melhores fotografias.

Ponto de Interesse

Ensinem as crianças a escolher pontos de interesse, mas dêem-lhes a liberdade de escolha. Mesmo que para nós, adultos, um cenário tenha um determinado objeto como o centro das atenções, as crianças vêem o mundo de uma forma totalmente diferente. Orientem, não imponham! Talvez, no final, eles nos consigam surpreender!

Educar uma criança não é fácil; orientar também não. Muitas das vezes sentimo-nos frustrados por eles não verem o óbvio tal como nós, mas o processo é de aprendizagem… Aliás, para nós eles estão a aprender; para eles, estão simplesmente a divertir-se.

Estas dicas serão um bom princípio para que eles sejam um pouco mais do que meros utilizadores de máquinas fotográficas em modo automático. Com o tempo, e caso gostem de fotografia, começarão a querer saber mais e a utilizar outras funcionalidades das câmaras portanto já sabem… arranjem um segundo emprego ou comecem já a poupar!!!! Com mais do que um fotógrafo em casa, não há orçamento familiar que resista!

Artigos que podem interessar

2 Comentários

Deixe um Comentário

Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia