Blog OPINIÃO REVIEWS

Vou Vender Todo o Meu Material Fotográfico


Tempo de Leitura: 2 minutos

Há sempre um ou outro acessório que gostávamos de ter ao dispor, mas como o dinheiro não estica, torna-se impossível. É por isso que estou a pensar em vender todo o meu equipamento fotográfico.

A capacidade de utilização de material diverso e especializado é algo que todos desejamos. Contudo, é praticamente impossível conseguir ter disponibilidade financeira para comprar toda uma panóplia de equipamento que, ainda por cima é caro. Assim, uma solução é vender o material existente e ir alugando à medida das necessidades.

Obviamente que esta não é uma verdade absoluta, nem tão pouco exequível, até porque teríamos de rentabilizar muito bem o nosso trabalho para ir pagando alugueres sucessivos de equipamento. Contudo, é uma solução que, como já dissemos anteriormente, se revela cada vez mais plausível.

Assumidamente, a FOTO GURU tem parcerias com duas empresas de aluguer de material fotográfico, a Fragmáticos e a Digital Azul. Com essas duas empresas “fomos” ao Marés Vivas, edição de 2017. Da Fragmáticos recebemos uma TAMRON 150-600 f/5-6.3 Di VC USD G2 e da Digital Azul, uma Canon 5D Mark III. Posso dizer-vos que a minha vontade era não os devolver… A razão pela qual solicitamos tais equipamentos deveu-se ao facto de, por um lado, ser necessário ter um segundo corpo para poupar tempo no pit e, no que diz respeito à lente da Fragmáticos, findo o período autorizado para fotografar, poder continuar a recolher registos fotográficos das atuações.

O equipamento

Posso dizer-vos que, tanto a 5D Mk III como a 150-600 foram duas mais valias. A Canon 5D MkIII, se já era a minha câmara preferida, agora então mais ainda. Com, pelo menos, 41 pontos de focagem, não há perigo de tirarmos uma fotografia desfocada. Mesmo de longe, a qualidade da imagem é incrível. Talvez não seja a melhor câmara da Canon, mas para os outros… Esta, nem que seja apenas para experimentar, devem alugá-la!

No que respeita à TAMRON 150-600 f/5-6.3 Di VC USD G2, houve quem tivesse olhado para mim com algum desdém (senti isso). Contudo, e porque não só queria, mas também tinha de a experimentar, peguei nela ao ter terminada a autorização dos Scorpions, no segundo dia de festival. Saí do pit, coloquei a lente na Cano 5D Mk III e lá fui eu para a bancada lateral. Por norma tendemos a tirar um elevado número de fotografias, não vá alguma ficar mal, até porque uso o modo burst. Mas naquela altura entusiasmei-me. Sei que era também para abusar do equipamento, mas durante cerca de duas horas de concerto, captei 1.182 fotografias. Foi a primeira vez que cheguei a casa com os dois cartões de memória cheios.

Era para o último dia do festival que tinha pedido a objetiva, mas por razões contratuais não tinha autorização para fotografar Sting fora do pit. Assim, ficam, não só com algumas fotografias do concerto de Scorpions, com a configuração montada.

Foi a minha primeira experiência com a Digital Azul em termos de aluguer de material. Com a Fragmáticos já fotografei surf, mas apreciei o nível de qualidade e o profissionalismo da Digital Azul.  Tudo leva a crer que quem está no mercado do aluguer de material fotográfico, não está para brincar…


Artigos que podem interessar

1 Comentário

Deixe um Comentário