Blog OPINIÃO

Organizem-se! Não vão em modas… Usem os recursos existentes


Tempo de Leitura: 3 minutos

Organizem-se! Quantas vezes não ouvimos já esta palavra? O mal é que está instalado o CAOS e quase nem paramos para pensar nos recursos existente e na forma como nos aproveitamos deles. Há que dividir para conquistar e não vale a pena ter trabalho a dobrar…

O mundo está coberto de opções e alternativas, umas mais baratas que outras. Algumas são fáceis de usar, baratas ou até mesmo gratuitas. Não importa como funcionam, importa sim a forma como as usamos. Ter a capacidade de tirar o melhor partido dos recursos existentes e disponíveis, não só faz de nós pessoas mais inteligentes como produtivas. Exercitar a mente e chegar a uma solução o mais automatizado possível pode ser meio caminho andado para o sucesso.

Até este ponto ainda estão um pouco perdidos; não perceberam do que estou a falar. Não se preocupem… Falo-vos da presença online que todo o fotógrafo deve ter. Ele é Website, Instagram, Facebook, LinkedIn, Snapchat, Google Plus, Youtube …. “you name it”, como dizem em inglês. É importante estar presente nestas plataformas todas? Obviamente que sim… Quanta mais exposição, melhor… Mas como é possível ter tudo atualizado? De que forma poderemos usar o meio de presença online por excelência (o website) em conformidade com as Redes Sociais obrigatórias?

Organização

O processo não é simples, mas é viável. Na realidade, talvez até seja mais simples do que podermos inicialmente pensar… Considerem o seguinte cenário: Cada rede social tem um propósito. De acordo com a sua filosofia, vamos escolhendo a plataforma melhor para publicar e publicitar o nosso trabalho. (Até aqui parece-me que não há qualquer dúvida.)

Por norma, sempre que colocamos uma sessão fotográfica no Facebook, por exemplo, vamos imediatamente atualizá-la no site, e no Instagram, e talvez no Google Plus… Em primeiro lugar, julgo não ser necessário estarmos presentes em todas as plataformas. Mas não é importante? Sim, sem dúvida, mas é preciso perceber qual o retorno que temos perante o investimento feito (mesmo que seja apenas em termos de tempo).

Segmentação

Depois de escolhidas as plataformas de eleição, há que separar os conteúdos. Por exemplo, se são fotógrafos de casamentos, podem usar o Youtube para colocar uns vídeos promocionais dos casamentos que fizeram. Se são formadores ou  vloggers usem esta plataforma como divulgação da vossa mensagem! O Facebook será utilizado para promover o vosso trabalho. Um recurso que deve ser atualizado numa base diária, pode muito bem substituir a secção notícias/blog do vosso site. Por outro lado, as experiências ou devaneios fotográficos podem ser, conjuntamente com trabalhos pontuais e cuidadosamente escolhidos, partilhados no Instagram.

Ao contrário do que se produz atualmente em, por exemplo WordPress, em que partilhamos nas Redes Sociais o que publicamos no site, devemos usar o sentido inverso. Na minha perspetiva deveremos usar os recursos existentes, de forma separada, para completar, juntar e distribuir num único ponto, toda a informação acerca do nosso trabalho.

Conclusão

Mas então o que é que estive para aqui a dizer? Muito simples…. Esqueçam os sites, e os recursos online! Esqueçam-nos na perspetiva da utilização que estão a dar atualmente. Pensem em cada um separadamente, com identidade e razão própria. Depois juntem-nos todos num único local, o vosso website. Desta forma podem, por exemplo, ter várias páginas de Facebook e contas de Instagram, segmentadas por tipo de fotografia ou áreas de atuação, evitando que se misturem fotografias românticas com desporto motorizado. Quem procura um, pode não querer saber do outro. Em última instância, consultando o vosso site, lá encontrarão ligações temáticas e segmentadas para cada recurso existente, disponível, e utilizado por vocês de forma mais inteligente.

Parece-vos que esta ideia faz sentido? Deveremos continuar a perder grande parte do nosso tempo a alimentar diversas plataformas com um mesmo trabalho? Comentem e partilhem a vossa opinião.


Artigos que podem interessar

1 Comentário

  • Reply
    Marisa
    28 Março, 2018 at 14:26

    Concordo plenamente com este artigo. Cada site tem o seu propósito. Existe alguns em que podemos meter todas as nossas fotos “boas”, mas existes outros onde colocamos apenas as melhores.
    Bom blog 👏

Deixe um Comentário