GUIAS RÁPIDOS

Um Site para Fotografia: FileZilla, WordPress e a sua instalação

webdevelopment

Tempo de Leitura: 5 minutos

Passada uma semana, mau era se ainda não tinha tido notícias acerca dos NameServers para finalizar as configurações, agora na GODADDY.

 

nameservers-mail

Email com informação de NameServers

 

Então, o passo seguinte é proceder à atualização dos NameServers. Essa atualização serve para que o domínio (www.nunomachadofotografia.com) saiba onde o site está guardado.  Considerando que são dois serviços diferentes, providenciados por duas entidades diferentes e não relacionadas, é preciso que “elas” saibam da existência uma da outra.

 

godaddy

painel de Controle da GODADDY

 

Depois de escolher a opção “Gerir DNS” só é necessário alterar a informação  de “Servidores de Nomes” e colocar os endereços que recebi no email que apresentei inicialmente.

 

nameservers

Alteração de NameServers

 

O procedimento pode ser demorado pois necessita que a informação seja propagada pela internet até que a ligação entre os dois serviços (e servidores) esteja concluída e estável.

Enquanto aguardamos, podemos ir avançando com outras tarefas. Podemos fazer o download do WordPress, do FileZilla (programa que vamos utilizar para colocar os ficheiros necessários no servidor), criar a base de dados que vai ser utilizada pelo WordPress e escolher (comprar ou fazer o download gratuito, conforme se aplicar) do template que vamos usar.

A Base de dados deverá ser criada através do Painel de Controlo do serviço de alojamento. Assim, no email da 3iX, temos que o link para o Painel de Controlo deste site em particular é http://www.nunomachadofotografia.com:2082/.

 

Cpanel

Informações sobre Painel de Controlo

 

Acedendo ao link e usando as credenciais fornecidas (username e password), descemos até à zona onde aparecem as Bases de Dados e escolhemos a opção “My SQL Databases

dbase

Bases de Dados no CPanel

 

Cada Base de Dados tem obrigatoriamente de ter um utilizador associado pelo que, nesta opção, teremos a possibilidade de criar estes dois elementos. Atentem ao preenchimento da informação requerida para mais facilmente compreensão do que é exigido.

 

Database-user-creator

Criação de Base de Dados e Utilizador

 

É importante associar o utilizador criado à Base de Dados… Para tal usa-se o seguinte quadro de associação.

 

database-user-association

Associação do User à Base de Dados

 

Permitam que o utilizador tenha todos os privilégios pois será necessário para a execução do site, no futuro.

 

user-previleges

Privilégios do utilizador

 

Da parte das Bases de Dados damos o processo como concluído. Vamos prosseguir com os restantes elementos. O WordPress é simples de fazer o download; basta aceder ao link https://pt.wordpress.org/ e escolher, no canto inferior direito, o botão “Descarregar o WordPress x.x.x“. Um ficheiro zip será descarregado para o computador, para a pasta pré-definida para receber os ficheiros descarregados da internet. O mesmo teremos de fazer com o FileZilla, caso ainda não o tenhamos instalado no computador.

O procedimento para instalar o FileZilla (ou outro qualquer programa) foge do âmbito deste site e, por conseguinte, do artigo pelo que não abordarei esse tema. O mesmo acontece com a sua utilização que, por existirem vídeos e tutoriais de sobra no youtube, poupa-me de me desviar do que é realmente interessante.

Então, depois de instalarmos o FileZilla e de termos feito o download do WordPress, que vem num ficheiro compactado em formato zip, devemos descompactar esse mesmo ficheiro. Com as informações de FTP constantes no mesmo email que recebemos (da 3iX) com a indicação dos NameServers, fazemos a ligação ao servidor para fazer o carregamento do wordpress para o nosso site.

A informação necessária à ligação FTP está também contida no mesmo email da 3iX e tem o endereço que devemos usar para nos ligarmos ao servidor, o username e a password de acesso à nossa área reservada (ou reservada ao www.nunomachadofotografia.com)

 

ftp

Informação de FTP

 

Faz-se o carregamento do conteúdo da pasta descompactada com o wordpress para a pasta httpdocs do servidor.

 

file-upload

Upload de ficheiros via Filezilla

 

E damos por terminado o processo de preparação… vamos agora centrarmo-nos na instalação do wordpress propriamente dita. Ao escrevermos o endereço do nosso site no browser deparamo-nos, automaticamente, com o processo de configuração do wordpress“Ele” sabe que ainda não foi instalado e portanto despoleta todo um conjunto de ações que nos encaminham para essa tarefa única de configuração inicial…

 

wordpress-config

Início do processo de configuração do wordpress

 

A configuração não será mais do que a indicação dos componentes relativos à base de dados criada anteriormente. Apenas necessitamos de dizer ao wordpress o nome da Base de Dados, o nome de utilizador e a password, bem como o endereço do servidor onde está alojada a (mesma) Base de Dados.

 

database-info

Informação sobre Base de Dados

 

 

Recapitulando o que foi dito anteriormente, temos que a base de dados é nunomach_site, o nome de utilizador é nunomach_site e a palavra passe é a que escolhemos atrás (diferente da minha, com certeza…). Como temos a nossa Base de Dados no mesmo servidor que iremos usar para alojar o site, o Servidor da Base de Dados mantém-se em localhost (servidor local).

Se nenhuma informação tiver sido colocada erradamente, temos um ecran de congratulações..

 

database-connect-success

Parabéns! O wordpress está a comunicar com a Base de Dados

 

 

O processo termina depois de darmos um título ao site, indicarmos o nome do utilizador que vai ter privilégios de administrador (por norma utiliza-se o utilizador admin) e a respetiva palavra passe, o endereço de email associado ao site e … já está! Trabalho concluido!!!

 

done

Instalação concluida

 

Até à próxima semana onde daremos início à configuração propriamente dita do wordpress… O nosso site começará, finalmente, a ganhar vida!


Artigos que podem interessar

Sem Comentários

    Deixe um Comentário