Blog GUIAS RÁPIDOS

TODOS, mesmo todos podem fazer fotografia de produto


Tempo de Leitura: 3 minutos

A certo ponto, qualquer um de nós precisará de fazer fotografia de produto. Se não para um cliente, para vender um qualquer objeto que temos em casa e do qual já não tiramos partido. Então qual é a forma mais barata de fazer fotografia de produto? Se houver condições mínimas, diria mesmo que o custo é…  zero!

Sim, leram bem… Podemos fazer uma sessão de fotografia de produto sem custos. Para isso é preciso reunirmos uma séria (curta) de condições e de material. Então, em termos de equipamento, a lista é simples:

  • câmara fotográfica ou smartphone
  • luz direta (embora não muito intensa)
  • tábua de madeira ou base de acordo com o gosto pessoal.

Câmara fotográfica

De referir que, mais uma vez, a qualidade da fotografia fica dependente da finalidade que lhe queremos imputar. Para uma venda de produto online, não necessitamos de grande qualidade pelo que um smartphone normal serve o nosso propósito. Contudo, se o trabalho visar a impressão, este é um aspeto que não devemos descurar e, nesse caso, o melhor é optar pela DSLR.

As configurações que devemos usar na câmara são igualmente básicas. Devemos optar por uma abertura a rondar os f/5.6 (mais coisa menos coisa) e devemos dar prioridade à abertura. Coloquem o ISO em automático para que não tenham de fazer ajustes.

O ângulo de fotografia depende do gosto do fotógrafo. Caso a base escolhida não seja muito grande, então optem pela captura “de cima”. Assim, para além do produto, tiram aproveitamento da textura da base.

Luz direta

A luz deverá ser …natural! Esqueçam os focos e outros apetrechos luminosos para a sessão fotográfica. Junto a uma janela ou mesmo na varanda, apenas não deixem que a luz incida diretamente sobre o produto. O que pretendemos é luminosidade e não incidência de luz. Se o dia estiver com algumas nuvens, tanto melhor. Caso não consigam a configuração ideal, optem por um difusor que pode ser conseguido com um pano fino ou até mesmo com algum papel vegetal.

Procurem o início do dia ou o final da tarde. Contudo, não façam desta premissa um cavalo de batalha. Usem o que têm ao dispor, incluindo o horário que melhor vos convier.

Tábua de Madeira

Este é o objeto que está na moda. As bases em madeira dão um aspeto mais “quente” e mais “cuidado” ao produto que estamos a fotografar. Poderão, contudo, optar por outros padrões ou materiais. Atentem apenas à distração que os mesmos podem provocar, distanciando o cliente do objeto principal.

Procurem ideias no Pinterest, que é uma excelente ferramenta de partilha de inspiração. Não é muito usado por nós, para a fotografia, mas reconhecemos-lhe a devida qualidade.

 

Experimentem, usem esta configuração ou outra que vos permita atingir o sucesso pretendido. Lembrem-se que não precisam de criar um grande cenário se a utilização não vai ser tão importante quanto isso. Normalmente, para vender um produto no OLX ou mesmo no Facebook, qualquer cuidado mínimo vos confere fotografias melhores do que as que estão lá expostas. Lembrem-se apenas que uma imagem vale mais que 1.000 palavras.

 


Artigos que podem interessar

Sem Comentários

    Deixe um Comentário