Blog GUIAS RÁPIDOS

É tão fácil ser-se único! Pode é dar algum trabalho…

posing-unico

Tempo de Leitura: 2 minutos

Ser único é algo que todos procuramos. Contudo, é fácil copiar o que vemos, mesmo que de forma inconsciente. A unicidade requer trabalho!

Se os outros têm tantos seguidores noas Redes Sociais porque é que nós não temos? Por que razão custa tanto ser único e sobressair numa exorbitância de outros fotógrafos?

As já referidas Redes Sociais são uma faca de dois gumes. Tanto nos projetam e possibilitam uma plateia maior a um custo reduzido, como nos tornam ainda mais invisíveis aos olhos de quem nos vê. São meros instantes, desde que a nossa fotografia aparece a cada utilizador, até que este muda para a próxima, que nos obriga a criar algo único.

Se por um lado já aqui referimos uma forma fácil de ter sucesso no Instagram, essa mesma dica pode revelar-se prejudicial. Tirar fotografias às que têm muitos seguidores pode ser uma opção, mas o certo é que estamos todos fartos de estereótipos e de cópias baratas. A falta de originalidade é a pior prática. Lembremo-nos que por vezes as posições ou os ângulos mais simples são os que melhor resultam.

Utilizem a vossa capacidade de observação para poder criar elementos diferenciadores. Tenham cuidado com a Regra dos Terços e não fotografem alguém muito perto de uma parede. Ok, eu explico… Neste último exemplo, procurem que o sujeito se afaste um pouco mais da referida parede. Aumentem a abertura e utilizem a profundidade de campo para destacar quem estão a fotografar.

Menos é mais e se pretendemos fotografar, por exemplo, a cara de alguém – ou pelo menos dar-lhe um certo destaque – façam-no de forma a que não hajam elementos que distraiam. Não permitam que as mãos sejam colocadas junto ao rosto, fotografem de baixo para cima de modo a que, atrás, se veja o céu, por exemplo. A diferença de cores e tonalidades obriga o “utilizador” a direcionar a vista para o elemento em destaque.

Ahhh! E uma dica de ouro… Podem usar-se n efeitos em pós produção, mas os que prevalecem são sempre os tradicionais. A moda do HDR já passou, os vintage também tendem a passar… Mantenham-se com as cores naturais. Inventem o mínimo possível neste campo.


Artigos que podem interessar

1 Comentário

  • Reply
    carlos Filipe
    20 Abril, 2018 at 9:13

    Parabéns pelo vosso site. Não conhecia e fiquei rendido… Os artigos são óptimos. Muitos parabéns.

Deixe um Comentário

Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia