Blog DIY GUIAS RÁPIDOS

Prendas de Natal para os mais próximos. Simples e Barato!


Tempo de Leitura: 3 minutos

A azáfama das Black Fridays e das Cyber Mondays levam milhares de “enganados” aos corredores das lojas. Muitos compram presentes para oferecer no Natal, quando na realidade as prendas mais simples podem ser as mais apreciadas.

A personalização é um valor cada vez mais apreciado. Ter algo de diferente faz de nós (quem recebe presentes) seres únicos e distintos das massas. Assim, preparar aquele presente de Natal pode ser um desafio enorme. Contudo, agora tudo se pode revelar numa tarefa simples e … barata!

Deixem o consumismo de lado. Vendo bem as coisas, nem todas as promoções são o que estão anunciado. Algumas lojas aumentam o preço uns dias antes para retomar o valor “normal”, mas anunciado sobre desconto de Black Friday. São centenas de publicações que vemos nas Redes Sociais a desmascarar os enganadores. Ainda assim, a correria faz parte da satisfação pessoal. A busca por descontos (que nem sempre o são) faz de nós – enquanto compradores – pessoas inteligentes.

Inteligente é poupar, não ser enganado. Só poupamos quando sabemos o real valor das “coisas”. Nesse sentido, nada melhor do que sermos nós próprios a criar as lembranças de Natal. Se repararem, todos temos a capacidade e o acesso à informação visual, permitindo a criação de algo tão usado e popular, que nos acompanha durante todo o ano.

O Calendário

O presente não é novo. Todos conhecemos a função do calendário. Aquele acessório que nos habituou a estarmos presentes nos momentos mais importantes. Uma consulta médica, uma festa da escola ou uma reunião de trabalho. Marcar uma sessão pode, por exemplo, ser uma tarefa que pode ser a razão de utilizar o referido calendário.

Todos, sem exceção, recorremos a esta ferramenta. Por outro lado, e já no campo da fotografia, há muita gente que prefere tocar na fotografia em vez de a ver num computador, smartphone ou televisão.  Juntemos então estas duas opções e criemos o presente ideal para “aquela” pessoa especial.

As fotografias

Dependendo da pessoa que vai ganhar um calendário personalizado, rebusquem o vosso portefólio para encontrar as 12 fotografias que melhor a identifiquem. Quem sabe, devido à proximidade existente, não tenham vocês já elementos suficientes para criar o calendário personalizado para o próximo ano de 2019.

Pratica desporto? Então usem esse tema. Faz fotografia? Escolham as melhores imagens que publicou nas Redes Sociais. Entre o que têm em vossa posse ou o que foi publicado em cada perfil de Facebook e/ou Instagram, recolham as imagens que tiveram mais gostos.

Até aqui, não há qualquer custo associado à angariação de matéria prima. Podem ainda oferecer, caso considerem viável e interessante, uma sessão especificamente para o efeito. Dividam a sessão em 12 partes e escolham acessórios, poses e locais que estejam diretamente relacionados com a época do ano. O próximo passo é a montagem.

O processo criativo

São centenas os sites existentes com templates de calendários. Há também aplicações como o Canva (www.canva.com) que nos ajudam a criar um calendário. Para os mais aventureiros, qualquer programa de edição vetorial (ou gráfica) como Illustrator ou Photoshop podem ser usados para criar cada “mês” individualmente.

Inspirem-se em outros calendários  criem um layout que possam seguir para os 12 meses do ano. O esquema pode variar em cores, posições da fotografia e texto e em referências (como apontar desde logo o dia dos aniversários mais importantes ou outros eventos).

A montagem

O único passo que envolve dinheiro é o último. Considerando que não é muito usual termos uma impressora de qualidade superior ou uma máquina de encadernação, o melhor é levarmos o trabalho a uma loja de impressões. Nesta altura do Natal são várias as promoções fazendo com que, mesmo aqui, consigamos preços acessíveis.

Muitas das referidas lojas de impressões têm até um modelo de calendário que pode ser usado. Isso poupa em tempo e em trabalho de execução. Cada calendário não obriga à impressão em série pelo que a personalização pode, e deve, ser considerada.

 

No final temos uma lembrança única que podemos oferecer. Podemos personalizá-la consoante o nosso gosto e objetivo. Podemos oferecer com trabalhos nossos e fazer deste presente um elemento publicitário. Podemos oferecer com 12 fotografias a um casal que acaba de celebrar o matrimónio, podemos oferecer o serviço para que outros tenham algo único para oferecer.

Os pais, principalmente nos primeiros anos de vida dos seus filhos, gostam de ter uma lembrança da evolução dos seus rebentos. Tais lembranças podem ser convertidas em calendários que serão muito bem aceites por avós, padrinhos, tios e parentes (e amigos) mais chegados. Quem nega um calendário, principalmente se foi criado a pensar em nós?

 

Ler também


Artigos que podem interessar

Sem Comentários

    Deixe um Comentário

    Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia