Blog OPINIÃO

Praticar é o melhor a fazer. Tudo é fotografável…


Tempo de Leitura: 3 minutos

Dizem que a necessidade aguça o engeno, mas a prática confere um resultado melhor. Praticar obriga-nos a refinar a forma como vemos cada objeto. Atrás da câmara, as coisas são diferentes e temos de nos habituar a pensar no resultado.

Praticar faz parte de qualquer atividade. Profissional ou pessoalmente, sempre que praticamos, melhoramos. É essa a razão pela qual os desportistas treinam, os estudantes fazem exercícios e os fotógrafos … fotografam.

Tenho tido algum tempo livre. Aproveito para descontrair e, como não sei estar parado, ando sempre à procura de algo para fotografar. Um exercício simples, que faço mesmo sem a intenção de praticar. Fotografo porque gosto e porque acho que me ajuda a perceber melhor tudo o que me rodeia.

Ultimamente tenho sentido especial saudade do verão e dos tempos em que me dirigia à praia para aproveitar aqueles dias de calor. Assim, tenho passado por este spot que é mais utilizado, agora no outono/inverno, pelos surfistas.

Os bares estão quase desertos e na água encontramos apenas alguns “exemplares”. Tirando isso, nada está como há dois meses atrás! Tomo um café, descontraio a olhar para as ondas e vou matar saudades à areia. Qualquer uma destas atividades é passível de ser registada fotograficamente.

Exercício

Por vício, partilho uma ou outra fotografia no meu instagram e a recetividade é superior à esperada. Como não há público, a pressão diminui. Tenho mais tempo e paciência para fazer uma fotografia e o resultado sai mais aproximado ao que inicialmente idealizo.

Uma prancha esquecida na areia, um surfista que reencontra o amigo de 4 patas ou até mesmo o carro do ISN que permanece nas suas funções de vigilância. Todos estes momentos foram captados e publicados.

Já durante o Halloween decidi que ia deixar a câmara em casa, não fosse perder os melhores momentos dos meus filhos. Ainda assim, teimoso, tirei uma fotografia dos miúdos antes de iniciarem a saga da busca aos doces. Mais uma vez partilhei por “carolice” e os resultados mantiveram-se.

Ainda que com fraca qualidade para o que desejava, lá consegui um resultado “minimamente aceitável”. A fotografia foi tirada por telemóvel, à noite, fazendo prever que a qualidade não seria a melhor. Mas como nem tudo o que conta é a qualidade, mas sim a história por detrás da imagem, resolvi avançar.

Não fosse assim, quando iria eu ter a oportunidade de praticar? A fotografia é o registo do dia a dia e não deve ser guardada apenas para os momentos especiais. Nesse sentido, a prática faz-se quando há tempo livre e sempre que desejarmos. Na dúvida, fotografa! Nunca saberás quanto o teu público (e principalmente tu) não aprecia o mesmo que vês quando estás “à paisana”.

Se em circunstâncias normais consegues dar conta do recado, a probabilidade e estabeleceres uma relação de confiança entre o teu trabalho e o teu público aumenta.

 

Ler também


Artigos que podem interessar

Sem Comentários

    Deixe um Comentário

    Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia