Blog GUIAS RÁPIDOS

Não partilhar fotografias sem fazer isto…


Tempo de Leitura: 3 minutos

Se tiramos fotografias é porque as vamos, a certo ponto, partilhar. O trabalho tem de ser visto, apreciado e, posteriormente se for caso disso, vendido. O retorno vem sempre (e apenas) com a venda das fotografias e há uma série de tarefas que tens de executar antes de disponibilizares o teu trabalho.

Partilhar o trabalho em plataformas de venda online, nas Redes Sociais ou simplesmente incluí-las num portefólio faz parte do nosso trabalho. Ter o que mostrar é fundamental para captar novos clientes. Independentemente da área em que nos inserimos e trabalhamos, é preciso ter em conta as seguintes ações, antes de considerarmos o trabalho “pronto para entrega”.

Alinhar o Horizonte

Não sei o que vos acontece, mas a mim é rara a fotografia que fica com o horizonte direito. Há sempre um pequeno desnível que prejudica o resultado final. Muitas das vezes não é sequer percetível, mas está lá, eu sei, … eu vejo. Talvez sejam os meus olhos que já estão treinados para isso, talvez seja mania. Seja o que for, não há fotografia que não endireite.

Mesmo que não cheguemos a dar a merecida importância ao facto – e isso é visível quando mostramos as duas fotografias a alguém – a imagem que se apresenta com o horizonte “direito” cria maior impacto. Nem sempre temos uma linha horizontal para endireitar, mas há sempre uma referência, nem que seja vertical.

Ajustar nitidez

A nitidez é uma caraterística apreciada. Quanto mais nítida for a imagem, mais impacto visual conseguimos retirar da fotografia que estamos a partilhar. Muitas das vezes não conseguimos, “mecanicamente” atingir a perfeição desejada. Aí, através do recurso aos diversos softwares de edição gráfica existentes, conseguimos corrigir o erro.

É importante, tal como na manipulação de outros elementos, ter a consciência da quantidade de nitidez que vamos imputar ao nosso trabalho para não cairmos no exagero. Cada programa tem o seu funcionamento quanto a esta gestão, mas se já estão habituados a trabalhar com a pós-produção, então sabem onde mexer…

Controlo de cores

Programas como o Photoshop ou o Affinity dão-nos capacidades quase extra-terrestres. Permitem-nos manipular uma imagem de modo a criar uma outra totalmente diferente. No caso do ambiente em que captaram a vossa fotografia não ser o ideal, há sempre a possibilidade de corrigir as tonalidades e intensidades das cores.

Mudamos de tons, damos mais realce a umas tonalidades do que a outras. Introduzimos uns filtros de modo a criarmos um ambiente mais vintage ou hipster, sei lá. Tudo é possível fazer. Ainda assim, mesmo que queiramos manter as cores originais, haverá certamente alguns pequenos ajustes que nos trarão vantagens ao produto final.

Adicionar grão

Parece estranho querermos acrescentar grão a uma fotografia que está, aparentemente, perfeita. Contudo, o mais provável é que a queiramos partilhar nas Redes Sociais. Estas, tais como outros tantos repositórios, aplicam algoritmos de compressão para que cada imagem ocupe o menor espaço possível.

Estes algoritmos calculam a quantidade de “píxeis iguais” (idênticos) de modo a reduzir a quantidade de informação final. A adição de grão/ruído, elimina muita desta uniformização nos píxeis contíguos. Uns ao lado dos outros, têm o padrão quebrado graças ao grão inserido na foto. Assim, a percentagem de compressão (mesmo que numa perspetiva apenas visual) é reduzida.

No final, a imagem até pode ficar com o mesmo número de Kb que as outras, só que a inclusão de grão confere-lhe um aspeto mais nítido.

É um truque simples, principalmente usado nas Redes Sociais, mas que traz benefícios práticos.

Recorte

Quanto tiramos uma fotografia poucas vezes estamos a pensar na Lei dos Terços (por exemplo). Mesmo que o façamos, é difícil acertarmos com as percentagens de modo a enquadrar o nosso objeto. Neste caso é sempre importante conferir o recorte da imagem final.

Caso seja necessário, utilizem a ferramenta crop para corrigir o enquadramento da fotografia que pretendemos partilhar.

 

As dicas são simples e aparentemente escusadas. Muitas vezes são esquecidas falhando o impacto desejado duma imagem que se pode tornar viral! O objetivo é a qualidade e a divulgação, não se poupem a esforços!

 


Artigos que podem interessar

Sem Comentários

    Deixe um Comentário

    Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia