Blog OPINIÃO

Imprimir fotografias: Um vício que devia ser obrigatório


Tempo de Leitura: 3 minutos

Desde que entrei na era digital, o meu arquivo fotográfico não passa de um amontoar de ficheiros. Deveria continuar a imprimir, em vez de guardar as fotografias no computador? Vejam as 5 principais razões para reativar velhos hábitos.

Com a facilidade de acesso a acessórios digitais, torna-se mais fácil acumular os ficheiros das nossas sessões fotográficas. Imprimir significa gastar tempo e dinheiro e, sendo nós utilizadores regulares do computador, é-nos fácil aceder a uma fotografia guardada digitalmente. Contudo, a impressão pode ter-nos outra utilidade. Em seguida, apresentamos 5 razões pelas quais devemos imprimir fotografias.

A fotografia é um elemento tangível

Ver uma fotografia e passá-la de mão em mão é um hábito que se vai perdendo. Ainda assim, é muito mais fácil reunir um grupo de pessoas ao redor de uma mesa e partilhar as memórias através do método antigo. A utilização de um computador portátil ou um tablet também pode ser considerada, mas são elementos não humanos, tornando o momento mais impessoal.

Elemento de avaliação

Com a impressão podemos reparar em potenciais erros que tenhamos cometido no processo produtivo. Ao imprimir uma fotografia temos a possibilidade de tocar, ver, analisar todo o contexto impresso. A fotografia em papel dá-nos outra capacidade de análise e avaliação do trabalho.

Eternizar um momento

A impressão de fotografias, principalmente em grandes formatos (posters ou quadros) eternizam um momento. O facto de podermos regularmente ser confrontados com determinada realidade, lembra-nos de que somos capazes. Mais, … ao recebermos visitas em casa, estas poderão igualmente apreciar a obra de arte e, com certeza, desencadear uma conversa à volta da nossa paixão pela fotografia. Quem sabe não vos encomendam um poster de um trabalho vosso?

Socializar com “Anti Sociais”

O acesso aos trabalhos de um fotógrafo está muito restrito à internet e, principalmente, às Redes Sociais. Porém, outros potenciais clientes poderão estar interessados em contratar-nos para um serviço, mas perguntam-nos pelo portefólio. Não sendo muito usual, rapidamente reunimos algumas fotografias que já temos impressas e criamos uma amostra daquilo que poderemos fazer para ir de encontro às suas necessidades. Principalmente pessoas mais idosas, relutantes à entrada tecnológica, vão apreciar que “falemos a mesma linguagem” deles.

Evitar perdas

É sabido que a tecnologia é falível. E se um disco externo avaria? E se acontece alguma desmagnetização junto do local onde temos todo o nosso trabalho guardado? E se algum ficheiro fica corrompido? Todas estas (e outras) situações podem causar embaraço e perda total ou parcial do nosso trabalho. Impressas, as fotografias também podem ficar queimadas do sol, não são impermeáveis, mas a probabilidade de estarem guardadas num local seguro é maior.

 

Para imprimir as suas fotografias pode recorrer às regulares lojas de Shopping que, cada vez mais têm um serviço à la minute ou usar serviços online especializados. A Saal Digital é um dos sites mais conceituados neste tipo de serviços. Internacional, abriu atividade em Portugal muito recentemente e promete responder às solicitações para os problemas regulares de impressão de posters, quadros, catálogos, álbuns fotográficos, etc.

Fomos contactados pelos mesmos no sentido de podermos fazer uma avaliação dos seus produtos. Ainda não nos foi possível terminar o mesmo processo, mas gostávamos de aproveitar para divulgar uma gentileza que tiveram para connosco e para com quem segue a Foto Guru. Através da utilização do código FOTOGURU têm um desconto no valor de €20 (pressupõe um gasto mínimo de €39.95).


Artigos que podem interessar

1 Comentário

    Deixe um Comentário

    Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia