Blog OPINIÃO

Fotógrafo, apaixonado ou …. maníaco?


Tempo de Leitura: 2 minutos

Viver da fotografia vai também da forma como nos apresentamos perante ela (e o nosso público). O nosso aspeto fala por nós! Cuidado para não pareceres um maníaco da fotografia.

Todos gostamos de nos vestir a rigor. Se vamos a uma festa formal, tendemos a vestirmo-nos melhor. Se vamos a uma beach party o mais comum é irmos de chinelo de dedo. Ao prepararmo-nos para fotografar, devemos equipar-nos a rigor… mas cuidado com o grau de rigor! Gadgets a mais fazem de nós um maníaco. Um fantástico repelente de clientes.

Há vários conselhos que temos dado para melhor a prestação fotográfica em qualquer situação. Contudo, em exagero, caem mal…

Baterias extra

Convém estarmos preparados para uma eventualidade. Ter baterias extra podem ser uma boa ideia para que não fiquemos apeados. Contudo, não há necessidade de as ter todas à cinta qual terrorista do Daesh!

Um pouco de bom senso permite que as deixemos num saco ou numa mochila, a um canto de fácil acesso. Caso verifiquemos que a bateria da máquina está a terminar, rapidamente colocamos outra no bolso para substituir. Só usamos 1 bateria de cada vez; para quê andar com 5 ao mesmo tempo?

Limpeza do equipamento

A limpeza faz parte do cuidado e influencia não só a qualidade da imagem, mas também a durabilidade do equipamento. Contudo, a cada salpico de água que cai na lente, não há necessidade de proceder a uma limpeza profunda. Não percam tempo sendo um maníaco das limpezas que as diferenças não são assim tão grandes.

Conhecimento

O conhecimento não ocupa lugar“, tudo bem quanto a isso, mas falar, respirar e transpirar termos técnicos não é saudável. Ou estás a ter uma discussão acesa acerca de um aspeto técnico ou metade dos teus ouvintes vão-te ignorar. O tempo que perdes a aprender a teoria devia ter sido aplicado na prática. A teoria é importante, não dizemos o contrário, mas o equilíbrio entre a assimilação da informação e a experimentação é que trazem os verdadeiros resultados.

Comparar equipamentos

Todo o maníaco gosta de ter o último grito da tecnologia. Ter à sua disposição o que de melhor está no mercado pode realmente fazer a diferença. Contudo, muitos há que não conhecem a câmara que usam. Cada realidade é única e não deve ser comparada com o “vizinho”. Não sabemos qual a razão pela qual “ele” usa aquela câmara e/ou lente. Pode ser falta de conhecimento, única configuração disponível ou simplesmente porque é da forma que costuma fotografar. Desde que conheças as capacidades da tua configuração (máquina + lentes) e capacidade de adaptação às circunstâncias, não te importes com o que os outros usam. Lembra-te que “não é a câmara que faz o fotógrafo“.

 

Tal como estes exemplos, muitos mais poderiam fazer parte deste artigo, mas acho que fui suficientemente claro no ponto de vista. Tenham cuidado para não cairem no exagero (forma simpática de dizer “ridículo”).


Artigos que podem interessar

Sem Comentários

    Deixe um Comentário