Blog OPINIÃO

Façam por deixar a câmara em casa, ela é vossa inimiga!


Tempo de Leitura: 3 minutos

Fotógrafo que é fotógrafo, amador ou profissional, anda sempre com a câmara atrás. Por vezes, aquilo que nos alegra é o que nos vai entristecer. Deixar a câmara em casa pode ser o melhor que têm a fazer…

Grande parte dos nossos leitores não serão propriamente fotógrafos profissionais. Esses, por defeito de profissão, já optam muitas vezes por não se fazer acompanhar do seu material fotográfico, separando o trabalho do lazer. Nós, os outros, os simplesmente amantes da fotografia, temos a tendência de não querer perder pitada de nada. Então, como será facilmente percetível, andamos sempre com o material às costas. Deixar a câmara em casa é uma ação impensável, mas que se revela importante.

 

Encarem isto como um exercício, como muitos outros. Eu já o fiz e arrependo-me sempre… Por descargo de consciência acabo sempre por levar uma câmara compacta … só por causa das coisas. Arrependo-me sempre de não ter trazido a “grande”. É uma paisagem, é um momento… Tudo me faz querer tirar aquela fotografia que pode vir a parar na parede lá de casa.

Mas quando temos crianças pequenas, como é o caso, existe uma luta interior que travamos sem saber qual das facções vai ganhar. Se por um lado queremos registar todos os minutos e os momentos dos nossos filhos, passamos a viver cada momento por detrás de uma máquina. Deixar a câmara em casa, ou até mesmo no carro, ter-me-ia possibilitado viver um pouco mais a minha vida pessoal e aqueles momentos especiais junto dos meus filhos.

A fotografia é a nossa paixão, mas com certeza há outras prioridades. Quem fala de filhos, fala de amigos, familiares ou até mesmo viver uma experiência de uma outra forma…

Ainda na semana passada – a título de exemplo -, numa festa da freguesia, tomei a decisão de não me fazer acompanhar de qualquer equipamento que me possibilitasse captar qualquer imagem. O telemóvel ficou em casa. A câmara ficou em casa. A compacta ficou em casa. Fomos só nós, os humanos… Mesmo tendo tido o arrependimento normal, pelo menos meia dúzia de vezes, por ter perdido algumas fotografias dos meus filhos, saí vencedor!

Em quatro anos, não me lembro de ter tido uma experiência tão enriquecedora. Simplesmente estivemos a ver o fogo de artifício onde, durante todo o tempo, segurei um dos meus filhos ao colo. Não há dinheiro que pague isso. Reparem… De uma forma ou de outra, existe uma elevadíssima percentagem de fotografias onde vocês não aparecem.

O que registam é para memória futura… Assim sendo, e no caso dos meus filhos, terão imensas fotografias para mostrar e reviver, mas muito poucas lembranças do pai. Esse, será sempre “aquele que tirou as fotografias“. A privação de sentimentos é algo que jamais será recompensado.

Desta forma, no futuro, podem ter poucas fotografias onde aparecem com os filhos, mas eles terão outras memórias vossas. Deixar o equipamento em casa pode, afinal, ser uma vantagem. Faz bem à “saúde familiar” e ao equilíbrio inter o enquanto pai/mãe e ser humano!

Se ainda assim quiserem manter todas as lembranças e ainda aparecer nas fotografias, contratem um colega. Da mesma forma que outros vos contratam para registar momentos especiais, não tenham vergonha de fazer o mesmo. Lá por serem fotógrafos não quer dizer que não possam chamar outros “profissionais” para trabalharem para vocês. Vistam a pele de “comuns mortais” e encarnem uma postura de “cliente“. Divirtam-se! Daqui só levamos as lembranças.


Artigos que podem interessar

2 Comentários

  • Reply
    O namoro deu frutos. A família cresceu - Fotoguru
    7 Agosto, 2017 at 16:17

    […] extremo que fiquei com a sensação que acabei por lhes dar pouca atenção. No seguimento do nosso artigo anterior, o dia seguinte foi passado com a máquina fotográfica em casa, em […]

  • Reply
    Aprender a fotografar sendo fotografado - Fotoguru
    13 Novembro, 2017 at 15:04

    […] questões para as quais estamos mais atentos. Não obstante do que foi já dito acerca de “aproveitar o momento“, sabendo o que se passa do lado de trás da câmara ajuda-nos a perceber o […]

Deixe um Comentário