Blog GUIAS RÁPIDOS

Comprar uma câmara. As 7 perguntas que te ajudarão


Tempo de Leitura: 3 minutos

A compra de uma câmara fotográfica é um momento de alguma indecisão. Há tantas e tantos modelos que não sabemos qual comprar.

Felizmente podemos agora apresentar-vos a nossa proposta para um “Guia de Compras para Câmaras Fotográficas“. Assim, quando decidirem comprar um novo equipamento (ou o primeiro equipamento), não se sentirão totalmente perdidos.

O processo é simples e, no final, mesmo sem vos apresentarmos uma marca e um modelo específico, ficarão com uma ideia do tipo de máquina que melhor serve as vossas necessidades. São apenas 7 perguntas às quais deverão responder…

1. Porque vais comprar uma câmara? O smartphone não serve?

Embora possa parece estranho, esta pergunta faz todo o sentido. Muitas das câmara que foram ultimamente compradas estão encostadas ou revelaram-se num mau investimento. A finalidade para a compra de uma câmara fotográfica deverá ser ponderada. Se o smartphone faz o trabalho bem feito, não gastes dinheiro! Caso contrário, é bom que saibas quais as vantagens que vais poder retirar de uma câmara fotográfica.

2. Como e quando vai usar a câmara fotográfica?

Na expectativa de grande parte das respostas ser “em viagens”, a escolha jamais deverá recair sobre uma DSLR. São excelentes equipamentos, mas muito pesados. A menos que uses um troley e não te incomodes de andar carregado para todo o lado, o melhor é optar por algo mais leve.

Nós dizemos sempre que a melhor máquina é a que nós temos. É com ela que vamos tirar as fotografias e deveremos explorá-la e conhecê-la até à sua imensidão. Se a câmara for mais pequena e leve, a probabilidade de se fazerem acompanhar por ela é maior. Assim, tiram mais proveito do facto de terem uma máquina sempre à mão.

3. Qual a finalidade das fotografias?

A grande maioria dos “fotógrafos” usa as suas produções para a partilha nas Redes Sociais. Dependendo da finalidade das fotografias, a qualidade necessária influencia a escolha de um ou outro modelo. Comprar uma topo de gama para partilhar fotografias no Facebook não é uma decisão inteligente. Ao contrário, comprar uma câmara fracota e esperar que tenha a qualidade necessária para imprimir posters é igualmente inaceitável.

Obviamente que o objetivo é comprar uma máquina melhor, dentro do orçamento definido/disponível. Ainda assim não pensem que se comprarem uma câmara melhor, vai durar mais tempo… A tecnologia evoluir e rapidamente terão outro “objeto de desejo”, deixando o pequeno investimento para trás. Comprem, de forma inteligente, de acordo com as vossas necessidades atuais (e de um futuro próximo).

4. Quão grandes são as tuas mãos?

Curioso, eu? Nahhh! Simplesmente não vale a pena pensar em máquinas grandes quando tens uma mão incapaz de a segurar. A máquina tem de ficar confortavelmente instalada na mão para maior facilidade de utilização. Fotografar não deve ser considerado esforço físico ou exercício de elasticidade.

5. Terás tempo, vontade e conhecimento para pós-produção?

A fotografia está concluída depois de terminado todo o processo definido. Há quem, como eu, goste sempre de passar pelo Photoshop ou pelo Lightroom para dar um jeitinho à fotografia. Alinhar o horizonte ou corrigir alguma discrepância em termos de composição podem fazer a diferença. O manuseamento de ficheiros RAW permite que mantenhas a mesma qualidade final, após tratamento digital. De outra forma, cada alteração que faças a um ficheiro gravado em JPEG perde informação (leia-se qualidade).

Comprar uma máquina fotográfica que possibilite a captação de imagens em formato RAW pode influenciar financeiramente a escolha final.

7. Qual o orçamento disponível?

Esta questão não aparece em primeiro lugar por razões óbvias. É importante e por isso faz parte desta lista, mas consideramos que primeiro devemos ter bem ciente as nossas necessidades. Depois, há várias alternativas que podemos considerar. Comprar usado é sempre uma boa escolha. Desde que a câmara esteja em boas condições, pelo mesmo preço de uma nova, podemos comprar mais material (um conjunto de lentes, por exemplo). Investir parte do orçamento para alugar câmaras e lentes pode ser uma boa solução para tirar dúvidas quanto a um determinado modelo. Neste caso temos sempre a indicação da Digital Azul e da Fragmáticos, com quem mantemos uma relação próxima.

8. Tens preferência por alguma marca?

Uma das questões importantes é a escolha da marca. Ou porque o vizinho tem Canon, ou porque eu já tenho material Canon, podem ser o suficiente para que esta seja a minha escolha. Ter a facilidade de reutilizar material existente ou, na pior das hipóteses, ter uma fonte de “empréstimo” próxima pode, a longo prazo, fazer-vos poupar uma centenas de euros.

Os gostos não se discutem! Há modelos muito bons da Canon, Nikon, FujiFilm, Sony, Leica, … Se não tens preferência por qualquer marca, melhor… Poderás escolher de uma forma mais justa. Caso contrário, foca-te na marca escolhida e opta por aquela que melhor cumprir com os requisitos enunciados anteriormente.


Artigos que podem interessar

Sem Comentários

    Deixe um Comentário