Blog OPINIÃO

Cirurgia plástica por causa das Selfies? Quando é que isto para?


Tempo de Leitura: 2 minutos

A cirurgia plástica tem sido utilizada por muitos motivos, em diversas situações. Contudo, a vontade de “parecer bem” está a sobrepor-se ao bom senso.

Já sabemos que a selfist é uma doença mental. Mas “estarmos” a moldar-nos por força de uma exposição pública é demais! Há estudos que revela que o ser humano está a recorrer à cirurgia plástica porque não gosta de ser ver… nas selfies!

Como? Sim, é a mais pura das verdades… Estudos da AAFPRS (American Academy of Facial Plastic and Reconstructive Surgeons) revelam que mais de 50% das cirurgias plásticas efetuadas nos Estados Unidos da América vêm com o desgosto sentido quando “nos” vemos nas selfies que tiramos.

Grande parte das queixas vem do tamanho do nariz, do “redondo” da cara, muitas vezes provocadas pela má utilização das câmaras fotográficas dos smartphones. Ou porque a fotografia é tirada de muito perto, ou em ângulos menos favoráveis, o certo é que não se tenta corrigir, de forma natural, o problema.

Será que as próprias marcas de smartphones têm algum tipo de lobby com os cirurgiões plásticos? (Nós já acreditamos em tudo…). O certo é que a falta de auto estima e de capacidade de aprendizagem adequada dos equipamentos leva à solução mais fácil, embora nem sempre a mais viável economicamente.

Provavelmente devêssemos incentivar a curiosidade e alavancar a procura de “formas reais e possíveis de usar a câmara do smartphone“. Certos de que uma simples olhadela ao espelho nos retrata, com maior rigor, o nosso retrato, por que razão continuamos a insistir na tecnologia? Será que toda a inovação traz benefícios pessoais ou estaremos desenfreadamente a confiar nas máquinas, prevendo o futuro negro tão bem (e muitas vezes) retratado pelos filmes de Hollywood?


Artigos que podem interessar

Sem Comentários

    Deixe um Comentário