Blog OPINIÃO

Se calhar andamos a gastar dinheiro escusado…

gastar-dinheiro

Tempo de Leitura: 3 minutos

Os equipamentos são iguais em todo lado. Automóveis, TVs, computadores e câmaras fotográficas. Será que andamos a investir corretamente ou simplesmente andamos a gastar dinheiro mal gasto?

A evolução é normal! Caso tenhamos conforto financeiro, é aceitável que possamos gastar a quantia válida e compremos um equipamento melhor, pois trar-nos-á melhores possibilidades para um trabalho melhor. Mas nem sempre o Ferrari é a melhor opção… Consideremos as estradas portuguesas e os limites de velocidade…

Havendo possibilidade de o ter, é óbvio que qualquer pessoa o quer comprar. Contudo, será esta uma opção inteligente? Andaremos com ele todos os dias? As manutenções? A gasolina, …. para quê? Para andarmos no “para arranca” das cidades? Para andarmos a “50” dentro das localidades? Todos sabemos que as coisas não funcionam bem assim, mas na realidade deveria ser…

Com as câmaras acontece a mesma coisa. Será que o Full Frame é realmente o grande objetivo? Já tive conversas com um colega que fotografa futebol. Precisa de comprar uma câmara, mas quer uma crop. Outras conversas foram tidas em outras circunstâncias que me levaram a deixar a minha 6D em casa e voltar à boa velha 1000D. Parece estúpido, mas não foi uma troca mal feita! Durante algum tempo andei com a velhinha e cheguei à (triste) conclusão que se calhar andamos a gastar dinheiro escusado

Convém referir que este artigo não se deve aplicar a profissionais que façam realmente uso do full frame. Fotógrafos de casamentos, estúdio, produto, … algumas vertentes que tirem realmente partido do equipamento. Para os outros, os que o usam numa base mais relaxada (na falta de melhor adjetivo), o rácio custo-benefício não é o aquele para o qual gastamos aquela quantia de dinheiro…Senão vejamos…

Peso

Dependendo do tempo que passam com a câmara ao pescoço, poderão começar a sentir algum desconforto. São mais pesadas e o peso extra não traz vantagens na captura de imagens para imprimir e fazer uns quadros, ou para tiras aquelas fotografias que tendem para no nosso instagram ou facebook.

Não somos os único a ter consciência deste gasto desnecessário. De lembrar que a FOTO GURU fala principalmente para os amantes da fotografia, independentemente do grau profissional que detenham, e que esses querem andar com o equipamento sempre com eles. Muitas são as declarações (em foruns e grupos) de relatos acerca de downgrade de equipamento. É certo que as mirrorless trouxeram também essa vantagem, mas se a podemos ter com uma crop, porquê gastar mais numa mirrorless? Não quer dizer que não sejam uma boa alternativa ou uma progressão evolutiva. Apenas estamos a considerar o binómio Peso vs Preço.

Tamanho

Tendencialmente as câmaras full frame são maiores. Se a isso juntarmos um grip, o tamanho aumenta substancialmente. Dependendo do tipo de fotografia que pretendamos tirar, ou do grau de “invisibilidade” com o qual nos queiramos revestir, uma câmara maior prejudica-nos. Todos passam e olham… Quanto maior o equipamento, maior a admiração perante nós. Deixam-nos desconfiados porque nunca sabemos qual a intenção de quem nos circunda, podendo até mesmo prejudicar a captação daquela imagem.

Qualidade de Imagem

Já tocamos neste ponto e é o que nos parece mais importante. Cerca de 90 a 95% das fotografias que captamos é durante o dia, com boa luminosidade. Mais, a mesma percentagem de imagens vai parar a um site, blog ou às Redes Sociais. Aqui (nestas últimas) para cada upload, são aplicados algoritmos de compressão que prejudicam a qualidade final da imagem. Gastar dinheiro numa câmara com 20 ou 30Mpixeis para ver o nosso trabalho reduzido a alguns borrões é algo que nos deixa completamente decepcionados.

Conclusão

Dependendo das condições em que pretendem fotografar, principalmente se usarão a câmara em pleno dia, com boa luminosidade, prefiram um  corpo crop. Principalmente porque é mais barato e, nestas condições, as vantagens do full frame (quase) não se fazem sentir. Assim, poderão poupar algum dinheiro ou, pelo menos, canalizá-lo para adquirir lentes que, para nós é talvez uma forma mais inteligente de gastar dinheiro.

Mais uma vez, este é um artigo de opinião. Sem qualquer patrocínio ou segundas intenções, queremos valorizar o que muitos andam a denegrir. As crop existem e não servem apenas como um degrau no processo evolutivo. É possível “fazer vida” apenas com corpos destes…


Artigos que podem interessar

2 Comentários

Deixe um Comentário

Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia