OPINIÃO

Brexit… e agora?


Tempo de Leitura: 2 minutos

Muito se tem falado sobre a saída do Reino Unido da zona Euro. Ora bem, como é sabido o “Sim” ganho dando força à expressão original “Brexit” (Britain Exit – Saída da Grã-Bretanha) e trazendo toda uma nova envolvência à União Europeia.

2701380.main_image

Boris Johnson, um dos responsáveis pela saída do Reino Unida da UE

Politiquices à parte, sou da opinião que, com a saída do Reino Unido da União Europeia, todos temos a ganhar! Calma! Calma!… eu não discuto política nem tão pouco o futuro dos emigrantes que agora têm a vida dificultada em terras de sua majestade. Com o Brexit, os pseudo-Brits parecem querer expulsar tudo o que é estrangeiro, criando uma espécie de seita e de “nova raça ariana”. O que quero dizer é que com esta instabilidade e descrença na classe política a principal afetada é mesmo a Libra Estrelina.

Com esta posição britânica os mercados têm fechado com a moeda a desvalorizar face ao Euro. Ora, se noutros tempos era mais caro comprar em Inglaterra, agora parece que vai (está) a ser mais vantajoso. Tudo que possa ser comprado no Reino Unido aparece agora com um novo conceito de “saldos”. Tudo está mais barato sem que nada tenha sido feito. O simples facto da desvalorização da moeda possibilita-nos piscar o olho a alguns produtos que costumavam ser proibitivos.

Libra em queda. Está na altura de fazer (novas) contas

Libra em queda. Está na altura de fazer (novas) contas

Muitas são as notícias que dão conta do impacto na economia britânica e da desvalorização da moeda face às principais divisas mundiais mas ao que parece é um mal menor que estão dispostos a assumir. Para nós, que andamos sempre à procura de pechinchas fotográficas, site como a Amazon.co.uk passam a ter uma maior atenção por parte de quem procura o melhor produto aos melhores preços.

Confesso que, não sendo muito entendido, parece-me que esta nova facilidade poderá ser “compensada” com taxas alfandegárias. Uma vez que a Grã-Bretanha sai da Zona Euro é possível que tenhamos de passar a pagar pela importação, mas este cenário ainda não foi definido pelo que, e segundo o que tenho lido, tudo o que se possa dizer relativamente a esta matéria seja pura especulação.

Entretanto, aproveitem as lacunas (que é sempre bem melhor que o chicoespertismo) e incluam empresas e lojas online do Reino Unido nas vossas pesquisas de “achados”.

 


Artigos que podem interessar

Sem Comentários

    Deixe um Comentário

    Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia