Blog INSPIRAÇÃO

A paixão pela fotografia na terra das proibições


Tempo de Leitura: 3 minutos

É de conhecimento geral que o Irão tem proibições rígidas no que concerne ao sexo feminino. Ainda assim, a paixão falou mais alto num ato único de persistência e entrega. Contra tudo e contra todos o amor venceu (mais uma vez).

Infelizmente já nada nos surpreende e o Irão está no topo da tabela no que respeita ao desrespeito pelo sexo feminino. No Médio Oriente as mulheres são quase um objeto. Por muito que digamos e nos revoltemos, elas vivem uma infelicidade desumana com tantas proibições. Não só no que respeita à vida de casa, mas também na igualdade no mercado de trabalho.

A história que aqui se conta está a correr a internet a uma velocidade atroz e relata a vitória de Parisa Pourtaherian frente a uma lei … ridícula! Parisa Pourtaherian é uma jovem fotógrafa de apenas 26 anos e tem uma enorme paixão por futebol. Acontece que nada impede as mulheres de assistirem a uma partida ou a assistirem a qualquer evento desportivo. Contudo, uma das proibições mais rígidas impede-as de verem homens em calções.

Parisa Pourtaherian chegou ao estádio cedo e desde logo procurou um lugar para fotografar. Só que a polícia, ciente das leis, barrou-lhe a entrada. O desejo de fotografar o evento apoderou-se de Parisa Pourtaherian e fez com que ele procurasse contornar tudo e todos para conseguir as tão desejadas fotografias.

Durante toda a primeira parte do encontro procurou o melhor telhado e bateu a todas as casas em busca de uma alma caridosa que lhe concedesse o acesso a uma varanda ou a um telhado de onde pudesse captar as imagens. Não foi fácil, mas com muita persistência conseguiu o aval de um proprietário que, depois de muito lhe negar a entrada, percebeu o amor que ela tinha por futebol e pela fotografia.

Não obstante de se fazer acompanhar do seu equipamento potentíssimo de onde se destacava uma lente “do outro mundo”, todos ficaram surpreendidos ao vê-la fotografar. A própria polícia, perante a determinação da jovem fotógrafa, resolveu nada fazer para impedi-la de trabalhar e as fotografias de Parisa Pourtaherian em cima de um telhado correram mundo.

Parisa Pourtaherian no telhado de casa do “bom samaritano”

 

Segundo a própria, é comum fazer a cobertura desportiva (incluindo futebol) noutros países. Já na sua Terra Natal tem uma sorte diferente. A sua persistência permitiu que tirasse algumas fotografias interessantes, das quais se conhecem (entre outras) as seguintes:

 

 

 

O amor e a força de vontade continuam a ser o principal trunfo do fotógrafo. Afinal, vale a pena insistir…

 

Ler também


Artigos que podem interessar

1 Comentário

Deixe um Comentário

Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia