GUIAS RÁPIDOS SMARTPHOTO

A desilusão de fotografar a Lua


Tempo de Leitura: 2 minutos

O último momento alto da fotografia mundial foi, sem dúvida, o eclipse de uma Super Lua. Todos quantos tiveram possibilidade de apreciar este fenómeno ao vivo quiseram, de uma forma ou de outra, registar e imortalizar o momento que, segundo os entendidos, só volta a acontecer em 2036.

O desconhecimento e o excesso de confiança nos dispositivos móveis revelaram-se uma das grandes desilusões desta madrugada! Uns ficaram privados de assistir a esta maravilha da Natureza porque as condições atmosféricas não o permitiram, mas outros confiaram em demasia no investimento feito. Se por um lado o smartphone pode ser um excelente utensílio diário, também para a captação de memórias, as suas limitações técnicas inviabilizam a recolha de algum tipo de imagens.

À medida que foram recolhendo as fotografias do “super eclipse” e as foram colocando nas redes sociais, os comentários eram generalizadamente negativos.

Picture0001

 

Imagens como esta invadiam as redes sociais e os comentários não fugiam muito desta realidade. A escolha do equipamento adequado a cada situação é uma tarefa que deve ser ponderada e antecipada com a maior brevidade possível. Erros todos comentem, enganos são aceitáveis, mas e importante que seja feito um estudo prévio para o tipo de trabalho que estamos em vias de executar.

Alguns mais conhecedores e/ou mais experimentalistas (se assim preferirmos), com possibilidades de utilizar outro tipo de material, continuaram fotografar com recurso ao smartphone, mas com auxílio de equipamento mais profissional. Telescópios e outro tipo de lentes mais específicas, quando em conjunto com um dispositivo móvel, podem revelar-se uma combinação (quase) perfeita. Algumas dessas utilizações resultaram em imagens interessantes, considerando a portabilidade e a qualidade dos materiais utilizados.

 

Picture0002

 

É perceptível algum ruído na imagem, fruto da fraca qualidade da solução utilizada. Contudo, e comparativamente a algumas outras fotografias com câmaras de qualidade inferior, estas imagens competem em pé de igualdade…

Obviamente que não podemos comparar este resultado com um obtido com material mais “normal”, mas ainda assim dá para mostrar alguma aproximação à realidade.

Concluindo, tenham cuidado com o material que usam, tendo em conta o tipo de trabalho que pretendem obter. Se a qualidade desejada é elevada, percam um pouco de tempo a procurar na Internet quais as melhores práticas para determinado tipo de fotografia. Estou consciente de que se não encontrarem no Foto Guru, o irão descobrir em qualquer outro site online. Lembrem-se que, para o bem e para o mal, a Internet é o maior repositório de informação mundial!


Artigos que podem interessar

    Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia